quinta-feira, 7 de abril de 2011

Emancipação das colônias espanholas.

Depois da independência dos EUA, as colônias espanholas da América também começaram a lutar pelo fim da exploração colonial e pela emancipação política. Assim como as colônias inglesas as colônias espanholas desejavam liberdade política, fim da exploração das riquezas naturais e a diminuição dos impostos.

O Haiti foi a primeira colônia espanhola a conseguir sua independência em 1804, seguido por Paraguai (1811), Argentina (1816), Chile (1818), Colômbia (1819), México, Venezuela, Peru (1821), Brasil (1822), Bolívia (1825), Uruguai (1828) e Equador (1830).

Outros importantes fatores contribuíram para estimular o processo de luta pela independência na América Latina:

-Influência dos ideais iluministas, principalmente no final do Século 18.

-O interesse de maior autonomia e poder político dos criollos (descendentes de espanhóis nascidos na América e que compunham a elite da sociedade colonial).

Um dos grandes líderes do processo de luta pela independência das colônias espanholas na América foi o venezuelano Simón Bolívar. Ele projetou a formação de uma grande nação latino-americana, forte e unida, porém o esse ideal de unidade não se concretizou, pois as ex-colônias se fragmentaram politicamente.

O interesse tanto da Inglaterra quanto dos EUA, era de que realmente surgissem diversos países mais frágeis e dependentes. Seria mais fácil dominar economicamente uma América Latina fragmentada do que uma grande nação latino-americana que supostamente surgiria forte e com maior autonomia caso o projeto de Bolívar se concretizasse.

A Independência não resultou em mudanças na estrutura social que pudessem gerar significativas melhorias da condição de vida para a população. Governos autoritários, excessiva concentração de renda e da propriedade, juntamente com profunda desigualdade social, foram características predominantes nas novas nações latino-americanas do século XIX.

Por: Elidiane.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário